Assine nossa Newsletter

Cadastre-se para receber as últimas notícias do Museu.


Assine nossa Newsletter

Cadastre-se para receber as últimas notícias do Museu.


Exposição Teatro Popular do Nordeste abre a 16ª edição da Semana Hermilo

Começam nesta quinta-feira (19) as celebrações ao autor, encenador, professor, crítico e ensaísta Hermilo Borba Filho, um dos maiores nomes já revelados pela literatura e pelo teatro nordestinos. Até domingo (22), a 16ª Semana Hermilo, promovida pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife, em parceria com a Secretaria de Cultura de Pernambuco e a Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), festeja a obra marcada pelo realismo fantástico com sotaque nordestino inaugurado pelo autor, com lançamento de livro, exposição de fotos e espetáculos teatrais. A iniciativa também tem o apoio do Museu da Cidade do Recife.

A programação é uma realização do Centro de Formação e Pesquisa em Artes Cênicas Apolo-Hermilo, equipamento cultural da Prefeitura do Recife, com atividades abertas ao público e gratuitas. As atividades começam às 9h, com o início da oficina de Mamulengo do Mestre Zé Lopes, bonequeiro e criador do Teatro de Mamulengo em Glória do Goitá. A oficina, que tem 15 inscritos, terá quatro dias de duração, com atividades pela manhã e à tarde.

À noite, no Teatro Hermilo, será a solenidade de abertura da Semana, a partir das 18h30, com uma apresentação do Cavalo Marinho de Dinda Salu, seguida da abertura da Exposição Teatro Popular do Nordeste, com acervo organizado pelo professor Luiz Reis e cedido por Leda Alves, secretária de Cultura do Recife, viúva de Hermilo e zelosa guardiã de seu legado. A exposição, que também conta com a curadoria de Betânia Corrêa de Araújo, ficará em cartaz até a próxima Semana Hermilo, em 2019.

Às 19h30, Luiz Reis, estudioso da obra de Hermilo, lança o livro TPN – Palco e Mundo de Hermilo Borba Filho, escrito por ele e editado pela Cepe. Às 20h, será encenado o espetáculo Sapatos e Vestidos, adaptação de Carlos Carvalho ao conto homônimo de Hermilo. Para contar a história da negra Esmeridiana na luta por vestidos e Sapatos, que se passa, como quase tudo que Hermilo escreveu, na pulsante Palmares do seu imaginário, estarão em cena os atores Flávio Renovatto, Douglas Duan, Fernanda Spinele. A produção é do Coletivo Construtores de Histórias e Produções Paralelas. O espetáculo será gratuito. Após o espetáculo, a programação do primeiro dia de atividades encerra com uma fala do professor Anco Márcio Tenório Vieira.

Na sexta-feira, dia 20, a Semana Hermilo segue com a oficina de Mamulengo do Mestre Zé Lopes durante todo o dia e apresentação gratuita da peça Sapatos e Vestidos à noite. Às19h, haverá ainda uma leitura de crônicas de Hermilo pelo ator Flávio Renovatto.

No sábado (21), terceiro dia de atividades, será realizada, também no Teatro Hermilo, a partir das 19h30, a leitura dramatizada inédita do conto Lindalva, de autoria do profícuo Hermilo, protagonizada por Flávio Renovatto, Ivo Barreto e Dani Travassos, com direção de Eron Villar e produção do Centro Apolo-Hermilo. Após o espetáculo, o professor Marcondes Lima conversará com o público.

Derradeiro dia de programação da Semana Hermilo, o domingo (22) começa com a apresentação da produção da oficina do Mestre Zé Lopes, às 16h, seguida da leitura de crônicas de Hermilo pelo ator Flávio Renovatto, às 19h. Às 19h30, será apresentado o espetáculo A Festa de São Sacode na Fazenda do Coronel Pacaru, do Mamulengos Teatro Riso, com o mestre e patrimônio vivo de Pernambuco, José Lopes, numa grande celebração às tradições populares, que sempre foram tão caras a Hermilo, um dos mais nordestinos nomes da literatura do mundo. Em seguida, haverá fala de Carlos Carvalho, diretor do Centro Apolo-Hermilo e da secretária de Cultura do Recife, Leda Alves.

Sobre Hermilo – Um dos homens de teatro mais atuantes e inventivos do Nordeste, Hermilo Borba Filho, nascido no Engenho Verde, da cidade de Palmares, em 1917, tinha enorme e declarado apreço pela cultura e pelas tradições nordestinas. Autor, encenador, professor, crítico e ensaísta, foi diretor artístico do Teatro do Estudante de Pernambuco e fundador do Teatro Popular do Nordeste, além de ter deixado uma profícua produção literária, de Palmares para sempre.

16ª SEMANA HERMILO

De 19 a 22 de julho, no Teatro Hermilo Borba Filho

Dia 19 (Quinta-feira)

9h às 16h – Oficina de Mamulengo do Mestre Zé Lopes

18h30 – Banco de Cavalo Marinho de Dinda Salu e Abertura da Exposição Teatro Popular do Nordeste

19h – Lançamento do livro TPN – Palco e Mundo de Hermilo Borba Filho

19h30 – Palestra de Luiz Reis

20h – Encenação do espetáculo Sapatos e Vestidos

Dia 20 (Sexta-feira)

9h às 16h – Oficina de Mamulengo do Mestre Zé Lopes

19h – Leitura de crônicas de Hermilo pelo ator Flávio Renovatto

20h – Encenação do espetáculo Sapatos e Vestidos

Dia 21 (Sábado)

9h às 16h – Oficina de Mamulengo do Mestre Zé Lopes

19h – Leitura de crônicas de Hermilo pelo ator Flávio Renovatto

19h30 – LiteraturaXDramatização: Lindalva

Dia 22 (Domingo)

16h – Apresentação da produção da Oficina de Mamulengo do Mestre Zé Lopes

19h – Leitura de crônicas de Hermilo pelo ator Flávio Renovatto

19h30 – Espetáculo A Festa de São Sacode na Fazenda do Coronel Pacaru, do Mamulengos Teatro Riso

By | 2018-07-19T11:11:59+00:00 19 de julho de 2018|Notícias, Sem Categoria|0 Comentários

Deixar Um Comentário