Assine nossa Newsletter

Cadastre-se para receber as últimas notícias do Museu.


Assine nossa Newsletter

Cadastre-se para receber as últimas notícias do Museu.


É primavera no Museu da Cidade do Recife!

É primavera no Museu da Cidade do Recife!

O Museu da Cidade do Recife, juntamente com centenas de museus do País, participa da programação da Primavera dos Museus. Com o tema “Celebrando a Educação em Museus”, a 12ª do evento busca incentivar a reflexão sobre as atribuições presentes em um museu, como educar e contribuir no despertar de interesse para diferentes áreas do conhecimento, a vida em sociedade, a importância das memórias e o valor do patrimônio cultural.

Durante toda a semana, além de conferir a exposição “Cinco Pontas”, alunos de escolas públicas e particulares são convidados a participar da oficina de “Monstros Marinhos”.  Na atividade, os estudantes usam a criatividade para produzir seus “próprios monstros”, inspirados nos “animais imaginários” que amedrontavam os holandeses e estão presentes em cartas náuticas, mapas e azulejos expostos na exposição.

Escolas interessadas em agendar a sua visita deve entrar em contato com o Museu por meio do telefone 3355.3107 ou do e-mail educativomcr@gmail.com.


Alunos da Espro Ensino Social Profissionalizante em visita ao Museu

EXPOSIÇÃO:

A exposição “Cinco Pontas” é uma atividade para toda família e celebra a indicação do forte recifense a patrimônio da Unesco. A mostra reúne achados arqueológicos, pinturas e documentos ainda inéditos para o público, que comprovam a importância da edificação em diversos momentos históricos da capital pernambucana. A entrada é gratuita.

Na primeira etapa da exposição, monstros marinhos, encontrados nas cartografias e azulejos do século XVI, evocam os medos dos homens do mar no período das navegações. Gravuras do período holandês, quando a Europa pouco sabia sobre as terras de cá, mostram como os estrangeiros enxergavam o Recife. Duas belíssimas telas de Baltazar da Câmara e Murillo La Greca também compõem o acervo, bem como desenhos de Frans Post, mapas históricos, fotografias, textos, achados arqueológicos feitos no interior do prédio (balas, cachimbos, conchas) e objetos de demolição da Igreja dos Martírios.

A exposição ainda conta com animações, imagens atuais do Forte das Cinco Pontas sob um ponto de vista ainda pouco explorado da arquitetura do edifício (feitas com ajuda de um drone) e vídeo-aulas, gravadas com o arqueólogo Ulisses Pernambucano, o professor e arquiteto Pedro Valadares e o arquiteto e urbanista José Mota Meneses.

By | 2018-09-20T12:39:24+00:00 20 de setembro de 2018|Notícias|0 Comentários

Deixar Um Comentário